Estatísticas do abortoA maioria dos números aqui apresentados tem como fonte instituições norte-americanas que defendem a prática do aborto (1). Os dados apresentados em relação aos Estados Unidos têm como único objectivo fornecer informação sobre a prática do aborto induzido num dos países onde esta prática está legalizada de uma forma geral, mesmo até ao momento do nascimento em alguns estados. Entre outras coisas, o exemplo dos EUA revela que a procura de aborto é maior entre mulheres com um bom estatuto económico, ao contrário do argumento de o aborto servir, em primeiro lugar, para as mulheres pobres que não têm condições para cuidar de mais filhos.

Os dados referentes ao Reino Unido revelam a confusa realidade de um pais desenvolvido onde a procura do aborto induzido aumenta de ano para ano, sobretudo em faixas etárias mais novas.

A informação relativa à Rússia revela aquilo que muita gente ignora sistematicamente, os efeitos trágicos e permanentes desta prática nas mulheres. As estatísticas da Rússia, e de outros países menos desenvolvidos, deixam também cair por terra o argumento de que a liberalização do aborto é uma característica dos países mais desenvolvidos, onde os direitos das mulheres estão salvaguardados.
O aborto no mundo
O aborto nos Estados Unidos da América
O aborto no Reino Unido
O aborto na Rússia

1. © Copyright 1997, 1998,1999-2000, The Alan Guttmacher Institute. (www.agi-usa.org)

© Copyright 1988, 1995, Family Planning Perspectives. / Human Life International.

(Agradecemos a M. D. Mateus a autorização para publicar na Aldeia este seu trabalho)