Direito de escolha

Um conjunto de textos que analisam o argumento do direito de escolha, frequentemente aplicado ao fenómeno do aborto. A mulher teria direito a decidir sobre a vida do seu filho porque o corpo é seu e pode escolher fazer com ele o que quiser. Parte, portanto, do princípio de que o feto é parte do corpo da mulher. E é um argumento usado para defender a realização do aborto provocado.


Aborto e escolha: a solução

Aborto e escolha: a solução

Muitos estados americanos têm implementado nos últimos anos leis designadas de “direito das mulheres a saber”. Estas leis têm como principal objectivo dar a conhecer às mulheres os vários aspectos relacionados com a prática do aborto (o que é ao certo, consequências, métodos, etc.). Estas leis exigem também que aqueles que executam o aborto recomendem às pacientes um período de espera ou “arrefecimento”. Para além disso, algumas destas leis exigem mesmo que seja fornecida informação (livro, folhetos, etc.) às mulheres antes destas serem submetidas ao aborto.

Ler o texto completo