Poesias

Um conjunto de poesias relacionadas com o aborto provocado. Da autoria de vários autores, demonstram que o aborto fere a sensibilidade das pessoas com muita facilidade.


Aborto poesia: Não corteis uma flor

Aborto poesia: Não corteis uma flor

Não corteis uma flor. Asa cativa,
só deixará remorso em quem a corta.
Nada mais belo que uma rosa viva…
Nada mais triste que uma rosa morta…

O autor
deste poema é:

Moreira das Neves

Ler o texto completo
Aborto poesia: Mulher Mãe

Aborto poesia: Mulher Mãe

Mesmo que a vida esteja nua,
Ou por isso,
Quero vestir-lhe o meu poema.

Só porque tu existes,
Vale a pena!

Ler o texto completo
Aborto poesia: História antiga

Aborto poesia: História antiga

Era uma vez, lá na Judeia, um rei.
Feio bicho, de resto:
Uma cara de burro sem cabresto
E duas grandes tranças.
A gente olhava, reparava e via
Que naquela figura não havia
Olhos de quem gosta de crianças.

Ler o texto completo
Aborto poesia: Não soube do mundo

Aborto poesia: Não soube do mundo

Não soltou vagido.
Não teve amanhã.
Não ouviu “Querido”…
Não disse “Mamã”…
Não sentiu um beijo.
Nunca andou ao colo.
Nunca teve o ensejo
de pisar o solo,
pezito descalço,
andar hesitante,
sorrindo no encalço
do abraço distante.

Ler o texto completo