Franco Zeffirelli

 

O conhecido realizador italiano Franco Zeffirelli nunca escondeu a verdade sobre o seu nascimento. O seu pai biológico, Ottorino Corsi, que era comerciante de seda, era casado, mas não com a sua mãe, Alaide Garosi.

“Eu sei bem – explicava – o que significa nascer contra o desejo dos outros, porque sou filho ilegítimo. O meu nascimento foi um escândalo. A minha mãe, que era modista, perdeu toda a clientela que tinha na alta sociedade florentina. E desde o princípio teve que ultrapassar milhares de obstáculos para que eu pudesse nascer. Até a sua mãe, minha avó, queria que abortasse. Diziam que eu estaria condenado ao ostracismo. No entanto, ela negou-se redondamente a abortar.

Passei a infância em situações difíceis, mas sempre fui amado, e isto, sim, influenciou-me. A minha mãe perdeu os seus clientes, mas dizia que não se importava nada.

Eu sou uma espécie de aborto frustrado. Estou no mundo um pouco por acaso. Talvez seja por isso que aprecie mais o milagre da vida.”

(Alfonso Aguilló)